quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Já é Natal!


Mas um ano se passou e aí estamos em mais um Natal.
A alegria vem, e aquela sensação de alegria e de que muitas coisas foram alcançadas com a ajuda de Jesus e muitas outras ainda devem ser planejadas e conquistadas.
Também reflito sobre a minha vida, meus ministérios: tudo parado atualmente.
Agradeço a Deus pelas minhas vitórias. Minhas não, nossas. Minha e do meu marido (1ª vitória). Nosso apartamento e tudo que temos além de um ao outro.
O companheirismo tem sido tudo para nós e ele tem sido um ótimo amigo, namorado, marido, companheiro, o cabeça do meu lar.
Jesus, te agradeço por todas as bençãos que recebemos a maior delas que é a nossa salvação e a inspiração de vida.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

De molho

O tempo foi passando e sim, fiquei de molho por mais de um mês.

A cirurgia graças à Deus um sucesso. Isso tudo descoberto hoje, quando fui ao médico ver o raio X. Com os meu 4 parafusos, agora ... , de estimação.

Estão bem alojados juntos com a placa e o enxerto ósseo. Bem ali na coluna entre a L4 e a L5.

Coisa estranha de se ver, seu corpo com algo fora da sua natureza, mas que Deus, claro capacitou uma pessoa, um médico, para corrigir um pouquinho do que já estava ficando estragado.

Neste tempo que fiquei em casa e que continuarei. Afinal ainda tenho no mínimo até a perícia médica pra aguardar o retorno ao trabalho outras coisas também foram e estão sendo concertadas.

A ansiedade ainda está se moldando, é muito difícil ficar 24hrs por dia com tempo ocioso... Sem muito o que fazer se não deitada ou em pé. E pra isso tive que ser tratada a cada dia. A solidão também não é fácil, pois quando se tem alguém pra não fazer nada com você é uma delícia, mas fazer nada sozinha, dá sim uma tristeza.

Agora se a dor conhecida do nervo ciático. E liberada pra tudo, menos segurar peso e dobrar a coluna. Estou animada pra varrera a casa, tirar o pó e outras coisinhas mais que me compete como Dona de casa.

Feliz por ver como Deus cuidou de tudo com perfeição, mesmo que eu não achasse tudo assim tão perfeito.

Agradeço a todos que oraram, se preocuparam e que foram me visitar. Me senti amada a cada frutinha que ganhei, bolachinha (um carinho pra quem não se alimentava direito), cada oi, cada beijinho que me mandaram.

Agora me readaptando a vida fora do meu ninhozinho. E-B-A!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...