terça-feira, 14 de abril de 2015

Clara: uma bebê antagônica




A Clarinha foi uma bebê antagônica.

Eu tinha certeza que teria estrias. Não saiu nenhuminha. Não sei se por ela ter vindo antes, ou por causa do super creme que o dermatologista me passou.

A mamãe queria que fosse cesárea, a Clara veio de parto normal.

Esperávamos um BIG bebê, pelo histórico da família de bebês gordinhos e grandes. Clarinha veio antes, com seus 45cm e 2760g. Eu e meu brother nascemos com 3800g, Herbert em torno de 3500g ...

Seria uma bebê careca. Eu nem estava comprando escova de cabelo. Eu e o Lon viemos carecas. Laisoca veio careca. O Her não era um bebê mega cabeludo, segundo minha sogra. E a Clara veio com seus lindos cabelos loiros.

Falando em loirice. Imaginava ela com cabelos pretinhos e bem branquinha. Acertei em ser bem branquinha, mas ela é loirinha e com os olhos levemente azulados (sei que cabelos e olhos mudam com o tempo, mas hoje ela é assim).

Como foi bom ser surpreendida com cada detalhe da minha boneca. Agradeço a Deus pois sei que ela veio como Ele sonhou. E não como todos nós esperávamos. Sobretudo agradeço por ela ser perfeita.

É muito bom ter um bebê, é muito bom ser mãe da Clarinha.

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Chá da Clara - Detalhes


O Chá da Clara foi planejado desde que eu descobri que teria uma menininha. E o Pinterest me serviu de muita inspiração. Você pode conferir a pastinha aqui.

Tudo foi feito com muito amor e claro com muita ajuda. Sozinha não teria conseguido fazer metade de tudo o que foi feito.

Mesa principal. Fizemos babado com TNT e o fundo com tecido e o mesmo TNT do babado. Este tecido eu comprei pra decorar o quarto da Clara, então ele teve duas utilidades.
Esse balão era o que eu mais queria pra decorar a mesa. A bonequinha foi feito pela minha amiga Carol. O balão montado com uma lanterna japonesa, fita de cetim e uma cestinha de vime.
Pirulito de bolacha. Usei bolacha Trakinas de morango, chocolate branco pra decorar metade e açúcar rosa pra decorar. Feito por mim e minha cunhada Thais. Atrás minha outra cunhada Karin fez o mousse de morango pra comer de colherinha
Maçãs cobertas de chocolate, com o nome da Clara e os passarinhos do convite. Presente da minha amiga Thaysa, atrás o bolo dois amores feito pela minha mãe.
Espetinho de jujuba de coração. Fiz com palito de dente e colei uma florzinha na ponta
Docinhos feito pela minha cunhada Thais. Eu ajudei a enrolar. Fizemos beijinho e brigadeiro. Os enfeites minha cunhada Karin que colou. Foi feito com aqueles furadores e papel de scrapbook
Porta retrato com o perfil da Clarinha. Pra deixar cor de rosa eu usei um efeito no Photoshop.
Vidro de conserva decorado com juta e fita de cetim. E claro com os mosquitinhos.
Mesa com as lembrancinhas. As letras do nome da Clara o Herbert que pintou.
Lembrancinhas eram marcadores de página de passarinho
Decoração da mesa foi feita com o mesmo vasinho com pote de conserva e louça descartável, ninguém tava animada pra lavar a louça hehehe O cobre mancha verde é de oxford, feito pela minha mãe.
Babadores para personalizar. Ficaram lindos! Os babadores foram feitos pela minha mãe.
Mesa dos salgados. Compramos tudo pronto, sanduichinhos, salgados fritos, torrada com patê, e esfiha de carne.
Algumas madeiras foram emprestadas da mãe da minha cunhada (Obrigada Cris!) outras eu aluguei.

Minha mãe maravilhosa, sem ela nada disso teria acontecido

Essas são as minhas amigas que me ajudaram muito a organizar tudo.
Ainda tenho que agradecer o restante da família,  sogra, cunhada, irmão, marido... Minha super amiga Carol que não estava presente mas mandou a bonequinha de feltro!

Agradecimento especial a minha amiga Ciça, sem ela não teria estas lindas fotos. E a sua mãe Tia Bere. Obrigada por estarem sempre presentes!
Como sabe a Clarinha nasceu duas semanas após o Chá. Essa é a minha barriga de 34 semanas.
Foi um dia muito especial pra mim. Agradeço muito a todas as mulheres que foram a todas as fraldas e presentes que ganhamos e cada abraço, beijinho e palavras de bênçãos. 

Espero que tenham gostado de tudo, que foi preparado com muito amor!

terça-feira, 7 de abril de 2015

O incrível mundo da amamentação


Desde antes de engravidar eu sabia que queria amamentar a Clara. E de todos os blogs e vídeos que vi, todos diziam que amamentar o bebê não era tarefa fácil. Exige dedicação. Acredito que esta pode ser a palavra que explica muito bem isso.

Para amamentar seu filho você não pode ter preguiça e nem deixar nada pra amanhã. Porque em um dia seu peito pode rachar, empedrar e assim vai.

Quando a Clara nasceu não me deram ela para amamentar imediatamente, ela só veio mamar quando chegou no quarto que foi mais ou menos umas 4 horas após ter nascido. (Sim, eu tbm achei que ela demorou muito no berçário!)

Enfim quando ela chegou no quarto, logo em seguida veio uma enfermeira pra auxiliar na primeira pega, ela fez um teste com a Clara usando o próprio dedo e disse que a Clara já sabia sugar, segundo ela existem bebês que nascem sem saber, ou mordem, ou não sugam mesmo. E quando ela olhou meio seio ela de cara já disse que meu bico era "meio" invertido e que eu deveria usar um bico intermediário. Eu já sabia disso, e tinha levado um bico intermediário para o hospital, no entanto eu já havia pesquisado sobre... e em um grupo de apoio a amamentação eles diziam que o bebê aprende a sugar mesmo assim, em qualquer bico.


Mas claro, uma mãe de primeira viagem, com um bebê prematuro, com a dura tarefa, que fazem parecer mais uma ditadura de que seu bebê TEM que engordar. A gente aceita tudo o que falam.

Pra quem não sabe, isso é um bico intermediário, ele é de silicone

E foi assim o primeiro dia que eu amamentei a Clara, com o intermediário. De noite eu e o Her sozinhos no quarto do hospital eu disse: Amor, eu não quero usar este bico. Quero que ela aprenda a sugar o meu peito, eu li que é possível.

Abrindo um parênteses, quando eu nasci meu pediatra já disse que eu teria dificuldade em amamentar, justamente pelo bico invertido. Ou seja, minha tarefa de amamentação era dada ao fracasso desde quando eu era bebê.

Já no período da noite em que as enfermeiras não ficam mais passando no quarto sem parar eu amamentei a Clara sem o bico, e ela pegou super bem meu seio. E assim foram os dias no hospital, ela mamando e saindo o colostro.

Você sabia que o que ativa a saida do leite na mãe é quando a placenta é expelida? Pois é, eu não sabia. Ou seja nasce o bebê, depois eles tiram a placenta, seja em cesárea ou parto normal e pronto seu corpo entende que tá na hora de produzir o leitinho. Antes quem alimentava seu bebê era a placenta pelo cordão umbilical, agora... ela sai de cena e entra o peito. (Deus é maravilhoso!)

Enfim, chegando em casa, no terceiro dia meu peito começou a enrijecer e eu comecei a sentir vários nódulos, que ficaram doloridos e quentes. Minha super mãe (que me ajudou em tudo) disse que eu deveria massagear o seio para que o leite fosse descendo pelos ductos .

Os nódulos que eu sentia eram esses "cachos de uva". Era o leite sendo formado
A enfermeira no hospital tinha dito que para facilitar a descida do leite eu deveria tomar um banho de água quente e massagear os seios e então depois fazer compressa gelada, para não incentivar ainda mais a produção de leite.

Nos 15 primeiros dias o leite vem muuuito. Tipo muito, muito, muito. E Deus na sua infinita sabedoria fez isso mesmo, com que produzíssemos muito leite e depois destes 15 dias o peito pega a média que seu bebê mama e pronto regulariza tudo.

Mas te digo, esses 15 dias são meio sofridinhos sim. É a fase da adaptação. A Clarinha desde que nasceu mama de duas em duas horas (variando um pouco pra mais ou pra menos, mas esta é a média). E há duas semanas no período da noite tem espaçado 3 à 4 horas a mamada, o que nos ajuda a dormir um pouco mais.

Uma coisa que eu reparei é que existe uma máfia da engorda do seu bebê. E sim, alguém aí nesse mundão vai querer que você dê NAN pro seu filho. Com a Clara não foi diferente. Quando ela teve amarelão e tivemos que internar novamente, eu tinha tanto leite que escorria. Mas a dita da enfermeira queria que eu desse NAN pra ela, pois a fototerapia desidrata o bebê. Por pedido do Herbert eu até tentei dar, mas pra minha alegria ela não quis, não e cuspiu tudo e pasmem, ela não desidratou e engordou só mamando no seio.

Eu sei que tem mães que não tem opção e não conseguem amamentar por N motivos, mas se você tem a oportunidade, faça. O leite é o melhor alimento pro bebê e por mais que alguém tente te dizer, ele não é fraco, ele tem TUDO o que o seu bebê precisa.

Graças a Deus eu não tive nem mastite e o meu bico não dilacerou. Minha cunha maravilha me deu uma pomada importada de Lanolina excelente, é passar e puft, fica bonzin bonzin. Hoje tem marcas brasileiras também!

O único problema que eu tive e ainda tenho que cuidar é de ducto entupido. Apenas um canalzinho entupiu e eu descobri por conta de umas pontadas horríveis que senti, minha mãe me ajudou pesquisando no google e eu tinha um pontinho branco no bico do seio.


Esse pontinho era um ducto que tinha entupido, com a cara e com a coragem para não virar nada grave eu tive que furar aquela bolinha e pronto, começou a escorrer leite só daquele lugarzinho. Ele tava represado, sabe como? Já tive isso de novo mais 3 vezes. Então minha gineco disse que eu mesma tenho que tirar leite todo dia e ver se está vazando pelo buraquinho problemático pra que não precise mais furar.

Bom, tem dado certo! ;)

Uma dica pra vc que quer amamentar seu bebê é assistir aos vídeos deste canal: Amamentar é . Aprendi muuuito sobre pega correta, tempo de amamentação etc.

Escrevi um livro e pra resumir todas estas linhas. O que era fadado ao fracasso desde quando eu era pequenina, de que eu não poderia amamentar com facilidade, veio ao chão. A Clara mama só no peito, sem nenhuma ajuda de bico intermediário nem nada. E de tanto ela sugar agora eu tenho um bico razoável. Valeu a pena e ainda vale todo o esforço. Ela está cada dia mais forte, esperta e fofa!



Até mais pessoal!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...