terça-feira, 28 de julho de 2015

A mãe tá ficando doidja


Siiim, esta mãe está ficando doidja.

Senta que lá vem os causos.

Na gravidez eu e o Herbert resolvemos trocar de colchão. Recebemos duas indicações de um colchão tido como maravilhoso da ortobom. Compramos. Deu problema. Há mais de três meses vieram fazer uma vistoria, e estamos aguardando a resposta que viria em quinze dias. Eu, num dia de fúria resolvi ligar lá. Peguei o telefone e bati um fio.

Oi, eu sou a May, comprei um colchão aí já faz quase um ano, ele deu garantia e blá blá blá.
Sim, eu tenho o número da guia do rapaz que fez a vistoria.

Eu até já estive aí falando com a Márcia gerente da noite. Como não tem Márcia? Ah enfim falei com uma mulher aí.

Passei todos os dados e o rapaz disse que me retornaria.

Depois de umas duas horas o telefone tocou. E o rapaz disse que não tinha achado nenhum pedido de compra com o CPF do meu esposo, e nenhuma compra com o código que eu passei. Então ele disse.
Tem certeza que comprou na Maxflex senhora.........

Naquele momento, me gelei inteira. Caiu a ficha, liguei no lugar errado. E eu... Ahhh! Pois é, vou ver com o meu marido se o CPF tá certo. Mas olha, muito obrigada!

Outro causo, bem mais curto.

Com a chegada da Clara eu adquiri o terrível fardo semanal de passar roupa. E já pensei em deixar acumular, mas com bebê se deixar passar duas semanas é possível que a roupa deixe de servir.

Montei a tábua fui pegar o ferro. UAI, mas a tábua tá aqui ainda. Tinha montado o varal dobrável.

Alowww. Que bom que dou o seio para a Clara porque no estado que está minha cabeça eu poderia trocar o leite de mamadeira por café.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...